Com o passar dos dias, é natural que o cabelo comece a desbotar. E o efeito fica ainda mais visível no caso dos escuros ou avermelhados. Porém, é possível prolongar o resultado de um tom intenso e brilhante por mais tempo. Quer saber como? Acompanhe nossos passos.

1. Acerte na aplicação
Tão importante quanto investir numa coloração de qualidade é saber usá-la corretamente. Algumas dicas: com a ajuda de um pente de cabo fino, divida o cabelo em mechas e comece a aplicação pela raiz. Só depois “puxe” para as pontas. Comece a contar o tempo de pausa depois de ter aplicado a tinta no cabelo todo, para que ela tenha tempo de fazer efeito. Além disso, vale a pena escolher uma coloração enriquecida com ativos hidratantes. “Quanto menos poroso estiver o fio depois da tintura, mais tempo a cor vai durar”, garante Rodrigo de La Lastra, do De La Lastra Cabeleireiros (SP).

2. Hidrate depois
A maioria das tinturas já vem com creme de tratamento para usar depois da coloração, que ajuda na fixação da cor. Nos salões, também existem hidratações que devem ser feitas imediatamente após a coloração. “Utilizamos ampolas que agem em minutos e formam um filme protetor ao redor do fio, selando as cutículas e impedindo que a cor desbote com facilidade”, explica Rodrigo.

3. Cuide no dia a dia
Isso vai garantir fios brilhantes por mais tempo. Assim, é fundamental fazer a manutenção do tratamento pelo menos uma vez por semana, em casa ou no salão, com produtos específicos para cabelo colorido.

4. Proteja no banho
Vapor e água quente agridem o fio e aceleram a perda de pigmentação. “O calor dilata, faz a fibra capilar inchar abre as cutículas”, explica Rodrigo. Assim, durante o banho, recorra a um truque do expert: lave rapidamente e aplique o condicionador ou a máscara hidratante de costume. Depois, coloque uma touca plástica comum e continue o banho para, minutos antes de sair, enxaguar os fios. “Dessa forma, os danos ao cabelo serão muito menores”, ensina o cabeleireiro.

5. Use produtos específicos
Além dos xampus, condicionadores e máscaras para cabelo tinto, algumas marcas oferecem linhas específicas para loiras, ruivas ou morenas. “Cabelo mais claro precisa de hidratação redobrada, enquanto para o ruivo e escuro o principal cuidado é com a manutenção da cor”, explica Rodrigo.

6. Não abuse do xampu
Mesmo que o produto seja adequado às suas necessidades, se usado em exagero pode ressecar. Assim, evite despejar o cosmético da embalagem diretamente no couro cabeludo. O melhor é colocar uma ou duas porções (cada uma do tamanho de uma moeda de um real) nas palmas das mãos. Em seguida, friccione uma na outra e só então massageie os fios a partir da testa, em direção à nuca. Além disso, resista à tentação de acrescentar mais xampu ao perceber que, nessa primeira aplicação, não conseguiu obter muita espuma. “O ideal é enxaguar para, então, reaplicar. Assim, a sujeira mais grossa sai e na segunda lavagem você já pode usar menos xampu”, garante Rodrigo de La Lastra.

7. Lance mão dos tonalizantes
As adeptas de tons mais escuros e que fazem uso das colorações permanentes podem valer-se dos xampus tonalizantes nos intervalos entre um retoque e outro, para ter de volta brilho e cor perdidos. Práticos e de fácil aplicação, eles garantem um bom resultado quando a cor começa a desbotar, mas a raiz ainda não cresceu o suficiente para uma nova cobertura.

8. Tire proveito da cauterização
Um dos processos mais poderosos para recuperar fios danificados pela ação das sucessivas colorações, a cauterização, feita no salão, é uma hidratação profunda, que ajuda a selar as escamas dos fios.

9. Use um bom protetor capilar
Assim como a pele, o cabelo também precisa de proteção solar, para evitar o desbotamento e o ressecamento. “Invista num produto de qualidade, que proteja contra os raios UVA e UVB, enriquecido com substâncias hidratantes”, indica Alan Medeiros, técnico da Schwarzkopf, (SP). Na praia e na piscina, use chapéus, bonés ou lenços.

10. Evite transformações radicais
É claro que vale a pena mudar o visual sempre que sentir vontade. Mas procure clarear ou escurecer as madeixas progressivamente. Os processos necessários para uma grande transformação acabam agredindo muito os fios, que ficam frágeis e ressecados. Se a vontade de tentar novos looks é constante – e ataca todo mês, por exemplo –, é bom saber que tanto o resultado quanto a duração ficarão comprometidos. “Além de não absorver tão bem a cor, o cabelo, quando poroso, perde os pigmentos mais rapidamente”, avisa o cabeleireiro Rodrigo de La Lastra.

Fonte: Corpo a Corpo